Aprendendo Feng Shui

O que é Feng Shui?

Esse deveria ter sido o primeiro post desse blog. Mas não foi.

Mas nunca é tarde para voltar para o começo e responder a primeira pergunta que nos fazem sempre que falamos que nós Projetamos com Feng Shui:

“Mas meninas, o que é Feng Shui?”

Poderíamos traduzir como: “É uma técnica de harmonização dos espaços”. Mas sinceramente? Isso seria muito superficial.

Vamos começar traduzinho essa palavra que soa tão estranha e as pessoas tem até dificuldade de falar.

FENG significa vento e SHUI significa água. E entender essa tradução é muito importante!

O Feng Shui faz parte da Medicina Tradicional Chinesa (ou MTC como você pode encontrar em algumas literaturas).

E a MTC estudou diversas formas de trazer saúde e bem-estar para o ser humano. No Oriente o conceito de cuidar da pessoa de forma integral é quase obvio. E a Medicina Chinesa se organizou em 8 pilares:
1. Meditação
2. Qi Gong (exercício para o corpo que estimula o fluxo do chi – já vamos explicar o que é chi)
3. Dietoterapia (alimentação)
4. Feng Shui
5. Fitoterapia (estudo das ervas)
6. Moxabustão / Ventosas (Algumas literaturas trazem aqui a astrologia chinesa)
7. Acupuntura / Auriculoterapia
8. Tuiná (massagem que leva em consideração os pontos de energia dos meridianos do corpo)

O Feng Shui faz parte da MTC e é uma das suas estratégias para trazer o bem estar para as pessoas.

Mas como???
Entendendo como que o espaço construído impacta o estado físico, mental, emocional e espiritual dos habitantes.

Tem uma citação do Jan Gehl que gostamos muito: “Primeiro moldamos as cidades, depois elas nos moldam”.

E nos molda mesmo, o tempo todo.

em Julho de 2001 foi publicado um artigo que estudou os padrões de atividade humana nos Estados Unidos e eles relataram que os entrevistados passavam quase 90% do tempo dentro de espaços internos.

90% do tempo dentro de espaços internos, entre a própria residência, o local de trabalho e outros estabelecimentos! É bastante tempo!

O Feng Shui é um pouco mais antigo, tem mais de 4 mil anos, e é um estudo de observação da relação entre o meio, a natureza e os seres humanos. O que eles notaram? Que fazia diferença morar no alto de uma colina ou no fundo de um vale. Quer as pessoas agiam de formas diferentes se a casa tinha uma circulação de ar muito forte (chi forte) ou se o ar era parado. E que a forma de dispor o mobiliário dentro da casa também interferia na forma como o usuário se sentia e como os moradores interagiam entre eles.

Em base o Feng Shui é um estudo de observação, e eles reuniram os conhecimentos em alguns conceitos, que são muito confundidos com regras. Como se toda pessoa pintasse uma parede de determinada cor fosse surtir o mesmo efeito.

Mas felizmente (ou infelizmente, depende do ponto de vista) não é bem assim que funciona.

Não são regras. O Feng Shui apresenta DIRETRIZES. E ainda por cima, o Feng Shui não tem polaridade de “bom” ou “ruim”. Ao estudar os conceitos você encontra a relação de “causa e consequência”, ou o famoso “Karma” oriental. (Aqui no blog trazemos e vamos continuar trazendo diversos desses conceitos com exemplos para você compreender e estudar a vontade!)

E para que eles usaram esses conceitos? Para entender o entorno e definir a implantação das suas cidades e construções. Levando em consideração: terreno, topografia, direções de água e vento. (algo parecido com conforto ambiental?)

Os chineses entendem o Chi do local e como ele se relaciona com o ser humano.

Só um parênteses para te explicar o que é CHI. Os chineses chamam de Chi, os indianos chamam de Prana, os japoneses chamam de Ki, e aqui no ocidente nós chamamos de energia mesmo. Eles entenderam que tudo tem energia, nós, os animais, a natureza, e até mesmo os espaços. E que essa energia (chi) está sempre em movimento constante, trazendo os ciclos de nascimento, crescimento, reprodução e morte; dia e noite; estações do ano… Tudo! E chegaram a uma conclusão bem simples: Se o chi está fluindo temos Vida, se não está fluindo temos Morte. E a partir desta observação começaram a entender o que era necessário fazer para manter esse CHI sempre fluindo dentro do corpo, nos espaços e etc.

Dentro da acupuntura eles estudam como que o sangue vai levar o chi com a melhor qualidade para todos os cantos do corpo trazendo saúde, e na arquitetura eles entendem como fazer a circulação e o ar pode fluir trazendo o mesmo para as casas e construções. Dai a relação que o Feng Shui é a acupuntura dos espaços!

NOSSA LINHAGEM

Existem algumas linhagens de Feng Shui na china e no mundo. Os conceitos fundamentais são basicamente os mesmos, mas a forma de aplicação diferem um pouco entre sí. A linhagem que nós estudamos é o Chapéu Preto do Budismo Tântrico Tibetano, que foi difundida pelo monge Lin Yun nos anos 70 nos Estados Unidos e chegou até nós pela nossa professora Silvana Occhialini, que ministra cursos aqui em São Paulo.

Nós contamos um pouco sobre a nossa história, o porque começamos a estudar o Feng Shui e o porque escolhemos estudar essa linhagem nesse post AQUI! Se quiser, depois dê uma olhada! ❤

Mas o que mais nos encanta no Feng Shui é a possibilidade de conceber arquitetonicamente espaços que podem trazer mais bem estar para os nossos clientes além da beleza e estética.

Mas como esse é outro assunto, vamos dedicar um post inteiro para ele em breve!

um Beijo
Bel

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s